Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

juhpinpolha90

juhpinpolha90

Finalmente

Até que enfim , terminei as aulas , agora só me falta mesmo fazer o Estágio. ( ... ahaha... ) Que alivio minha gente , que eu sinto . Pensei que nunca mais iria conseguir terminar o curso de Educação e Formação de Operador de Jardinagem . Bem , ao final de dois anos no curso terminei - dança estranha que eu faço a dizer isto -  , na Segunda feira , dia 19 de Maio , já começo o estágio e termino  na Sexta feira , dia 27 de Junho , ou seja 1 mês e 2 semanas , acordar as 7:20h , para começar as 8:00h da manhã e terminar as 16:00h. 
Aff.  :c
Depois do Estágio ainda vou ter que voltar a escola para apresentar a minha P.A.F. - Prova de Avaliação Final - no dia 3 de Julho , que maus T.T . 
Bem , é só para dizer que as minhas notas , já foram lançadas e que me sinto satisfeita com as mesmas. Nenhuma Nega - \o/.
Depois em Setembro , vou inscrever-me em Multimédia , espero que consiga concluir o curso sem me fartar durante o primeiro ano de curso , afinal vão ser 3 anos , para fazer o 10º , 11º e 12º ano , mas vai correr tudo bem , vou fazer por isso.


Ah , e é só para dizer que ao final deste mês faço 4 meses de namoro *^*
... e já fui a praia :333 

Para não falar , que este ano de 2014 , não faltei ao maior e mais esperado evento pela comunidade Otaku do mundo , o IBERANIME LX2014, deixaram me exprimentar os Kimonos deles *^* o meu deus são tão lindos mas tão quentes x.x


Fotos radoms que eu tirei as pessoas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Feels Like ...

Não imaginam , nem queiram imaginar , o quanto doí , sério que doí bastante , como uma ferida que sarou e voltou abrir pela mesma forma que lá fez aquele rasgo na pele. Doí saber que a cada dia que passa , algo em mim , me faz acreditar que com o tempo tudo o que construí , tudo o que vivi com os amigos , que muitos desses amigos parecem estar lá longe , ou se calhar não estão longe , se calhar é mesmo porque se foram embora e eu não quero aceitar esse facto , porque doí olhar para as fotos e perceber que todos aqueles momentos são em vão nas memorias desses. Quando imagino a minha vida , sem as conquista que hoje tenho conseguido conquistar , uma dor forte quase insuportável sente-se cá dentro do peito . Doí . É definitivamente doloroso , frustrante e amargamente triste amarmos tanto uma pessoa e de um momento para outro , essa mesma pessoa ser levada de nós pelo tempo , pelo espaço , pela doença , pela vida ,  pelos momentos , por estupideces , por tantas e outras coisas , que começa a ser difícil aguentar as lágrimas que guardamos dentro de nós todo o tempo , que mostramos o nosso melhor sorriso, que continuamos a nossa vida e quando queremos virar as costas e começar uma nova pagina na nossa vida , ai vem outra vez essa pessoa para nos pedir ajuda ou simplesmente demonstrar o seu belo e contagiante sorriso , ou simplesmente um problema a mais aparece e o que te apetece nesse momento é ?! 
Exactamente , evaporar como água , sem deixar vestígios ou memorias passadas com essa pessoa , ou simplesmente esquecer que essa pessoa ou problema existe (...) mas se tentar mos esquecer a pessoa ou o problema , isso vai se tornar numa bola de neve , e eu , nem tu nem ninguém vai conseguir dirigir o problema mais , porque fica difícil de comunicar , aceitar mais uma vez que tens que seguir em frente, erguer a cabeça e esquecer o que te doí , mas eu sempre ouvi dizer que quando podemos evitar uma coisa podemos tentar evitar como enfrenta-la e as pessoas podem ser ignoradas durante algum tempo , mas quando existe um problema com alguém deve se olhar nos olhos dessa pessoa , falar tudo o que vem cá dentro e expor a situação e os problemas também se devem enfrentar , porque se não formos nós enfrentar os nossos problemas mais ninguém os vais enfrentar por nós , porque os problemas são nossos e se somos tão incríveis a enfrentar tantas outras coisas porquê de não tentar enfrentar os nossos problemas. Quantas pessoas neste mundo perfeito , enorme e cheio de pessoas tão imperfeitas que tornam o nosso mundo tão ridículo e nos acabamos não só por ridicularizar o mundo , como a nós e aos outros , o que de facto é Ridículo chegarmos esse ponto. Se houvesse incerteza , dor , amargura , tristeza , saudade , fraqueza , e tantas outras coisas que nos magoam , talvez eu não estaria aqui a escrever tudo isto. Ridículo ,não é ? (...) sim é de facto ridículo , ainda achar que consigo entender o que vem aqui dentro de mim , entender como resolver este problema , como achar uma boa solução e que toda a gente fique bem. 
Quando choro , sem te dar motivos reais , não quer dizer que não tenha um motivo real para o fazer , talvez tu (...) tu sejas o motivo real para as minhas lágrimas , para o meu sofrimento e eu fracamente não sei como agir , não sei como te falar , como achar palavras para te dizer a ti . Que a cada dia torna-se impossível e irreconhecível de viver , sobre uma vida , que se tornou uma rotina de esconder e de ignorar factos. Doí saber que nada mais , te consigo dizer , nada mais te consigo fazer ver que doí ver te longe . Doí lembrar que também não foi a primeira pessoa que eu senti longe , longe de mim , longe de todos os outros a seu redor. Doí , lembrar que tu (...) Tu fazes parte da minha vida , parte do meu dia , parte da minha rotina , para de mais um contacto do telemóvel e que com o decorrer dos dias tu  ,talvez não vás te aperceber , mas eu já me apercebi, eu já não faço parte e não tentes fazer com que eu faça parte da tua vida , porque eu não pretendo continuar numa bola de neve. Gosto de neve mas não em avalanche.
Aprendi que não existe limites para amar e para perdoar , por isso é que sou incapaz de terminar algo , que fiz de meu objectivo , da parte da minha vida , da mudança da minha vida. Sabes eu nunca necessitei de ser influenciada , para entender que estava errada , porque tal como tu , eu também errei , também bati imensas vezes com a cabeça na parede , também gostei de quebrar regras mas com toda a certeza sempre odiei magoar os outros , fazê-los na minha vida , gato sapato. Achar que me posso lembrar deles porque é me conveniente , porque é melhor veres te agarrado a algo que queres conquistar , mas esqueceste que ao tentares conquistar algo sozinha sem olhar a quem , vais acabar por desiludir e magoar muitas pessoas a tua volta. Lembraste das pessoas , quando te a ti é conveniente não é bom nem para ti nem para ninguém . Nenhuma pessoa neste mundo gosta de se sentir ultima escolha ou opção.  hoje és assim, tudo bem , não há problema , estás na idade de cometeres atrocidades mas lembra-te que todas as atrocidades que hoje cometeres , no futuro pode te trazer muitas consequências. Aquilo que um dia foste pode piorar , mas se tiveres força de vontade possivelmente vais conseguir modificar o teu caminho , mas a vida e as escolhas são tuas , então se queres mesmo fazer essas escolha para tua vida , fá la , enfrenta-a mas não te lamentes , não chores no final . Se chorares no final só prova que eu estava correcta quando te disse que era um erro , mas quem sou eu para falar sobre erros ?! (...) eu sou alguém que tal como tu cometi erros , arrependi-me , vivi as minhas atrocidades e hoje de consciência pesada enfrento os meus fantasmas do passado , os meus erros e atrocidades , tudo aquilo que cometi no passado , está presente , agora e se eu tivesse , sei lá , ouvido ou tentar perceber que estava errada talvez hoje não estaria assim , massacrar me com os meus erros , a culpa é minha é verdade , mas se eu poder mudar , o que vou poder mudar , porque com o passar das horas, dias , semanas , meses e anos eu vou mudar , nem que seja um pouco mais a minha vida , e torna-la não só melhor como muito mais leve , porque nós é que tornamos a vida complicada , não é ela que é complicada. Nós é que temos por habito achar que tudo a nossa volta esta errado , esta mal e enfim , apontamos o dedo a tudo e a todos sem nos lembrar mos que nós somos aquilo que semeamos , que somos humanos e somos seres imperfeitos. Estranho , não eu ainda me dar ao trabalho para escrever tudo isto ?! (...) Escrevo não para ti , mas se tiveres vontade de ler , de entender o que escrevo, não te vou recriminar , porque eu escrevo por me dá vontade de expor os meus sentimentos cá para fora em palavras , em frases , num texto que não tem principiou , não tem corpo e muito menos ade ter um final , porque isto são pensamentos e os pensamentos são como as ondas , vão e vem consoante as formas da lua . fico com vontade de escrever quando oiço uma boa musica , uma musica inspiradora , pelo instrumental , pelo timbre das vozes ou até pela letra em si. Nem sempre se é preciso entender uma musica para se entender a sua mensagem , as musicas não só para ser entendidas por palavras mas pelo instrumental. As pessoas não se entendem apenas por actos nem acções e por vezes nem se entendem por palavras , por norma as pessoas só entendem o erro ou atrocidade que cometeram quando perdem algo que para eles lhe é de valor , alguns perdem pessoas que amam , outros perdem a vida , outros perdem saúde e outros perdem a liberdade.

 

 

 

 

 

Para completar Tive em Londres :) durante 3 dias.

Actualização

Mim
Good Fucking Morning (: 
Finalmente voltei , depois quase um ano de paragem do blog. Gomen Minna >-< , mas tive que fazer tantas coisas que acabei por colocar o blogue de parte , as vezes ficava com vontade de escrever nele , mas aparecia sempre algo , para não me deixar fazer , até mesmo a preguiça me importunava com isso . Gomen gomen gomen . 
Bem ao longo desta paragem tenho algumas novidades para vocês :3 , então aqui vai bem então começando com inicio desde ano letivo passado , em que começei o meu curso educação e formação de operadora de jardinagem , por escolha propria. Eu sei , eu sei que é estranho visto que eu sempre quis seguir artes , e agora vocês perguntam aqui a Jú " já não queres seguir o teu sonho de ires estudar para uma escola de artes ? " , Hey , quem é que falou que eu coloquei o meu maior sonho de lado :O , ninguém então ? 
Pois é Minna , eu não abandonei o meu sonho de me tornar uma artista , até decidi mesmo a minha carreira , eu irei ser uma mangaká. Para quem não sabe , uma mangaká , é uma criadora de banda desenhada japonesa *^* . Mas voltando ao Curso de Educação e Formação de Operadora de Jardinagem , acho que já vós tinha referido nos muitos postes anteriores que tinha feito , que já tinha reprovado alguns anos letivos , pois é pessoal . eu por um lado lamento me por não estar já completar o 12º ano , mas por outro foi benefico as minhas reporvações , assim consegui aprender melhor e ter uma melhor cutação nas minhas notas . Acabei por me empenhar e o curso fortaleceu me o que eu havia pensado que tinha perdido , afinal enganei me redondamente , tudo esta aqui na minha cabeça. Então eu fui somente para este curso para terminar o 8º e 9º ano , depois quando completar o 9º ano penso , em começar a fazer os testes de admissão para António Roío que pelo que sei também não são assim tão faceis , quanto dizem , até me dá arrepios só de pensar que já me falta pouco , mas por outro é bom , devagar é que se vai ao longe . *^* . 
 Bem o meu ano 2013 tem sido um avalanche de boas e más memorias que vocês nem imagem . *^* Ganhei um gosto ainda mais especial por algo que sempre gostei desde criança que foi os animes , mas agora é diferente , porque estou mais dentro da area . Tenho ido alguns eventos . Tive no Photoshoot #10 edição  , no Iberanime , anicomics , festa do japão ,Asian Culture Party ,CosMeetZoo e muitos outras convenções e como devem prever conheci muitas pessoas , com quem me dei bem *^* . Fiz muitos novos amigos , conheci muitas pessoas espectaculares *-* . 
Bem neste verão para além da Ramboia , também tive que tomar conta de um primo meu ^^ , também tive pessoas cá em casa , e houve para ai um fim de semana que fui com  o meu pai de ferias *-* e depois tive com a minha melhor amiga ,que esteve cá em Portugal e que lhe fui visitar , pela primeira vez na minha vida participei numa festa da espuma,  foi tipo awesome *-* e tantas outras coisas que vocês não imaginam , bem Minna vou ter que ir . Sayonnara :3 Minna san


 

1# Inspira-me - " Lembra-se do seu primeiro Beijo ? "

Olá , Olá Queridos(as) Leitoras ! 
Espero que esteja tudo bem , pois comigo está tudo optimo.

Orá , como já devem ter reparado o Título chama-se " Lembra-se do seu primeiro Beijo ? " , sim , eu vou falar sobre o meu primeiro beijo , porque a sapo tinha essa pergnta na parte  do caxe que se encontra no lado superior direito a dizer " inspira-me -  " Lembra-se do seu primeiro Beijo ? " , bem para falar a verdade , pouco ou nada me lembro dele , porque eu tinha cerca 4/5 anos de idade e ainda estava no jardim de infância , é claro que eu refiro o meu primeiro beijo , como aquele beijo de passarinho . Sim , se bem me lembro foi no recreio da escola que tudo aconteceu , agora não lembro quem era o menino que na altura que eu beijei , mas anyaway , pelo que consta em memorias da minha infância a minha irmã mais velha , eu e mais ao menino acabamos por ficar de castigo a pôs a descoberta do primeiro beijo , sim isso até eu me lembro , acho que foram os minutos e as horas mais lentas da minha vida tanto que pensei que iria morrer de vergonha , sim porque " Jé " é muito envergonhada. A minha irmã mais velha conta que eu cheguei a casa toda contente a dizer que tinha o meu primeiro namorado , infantelidades , tadinha de mim.
Sinceramente , eu devo ter ficado mais corada do que sei lá o quê , sim porque os 2 anos que se seguiram , eu fiquei " apaixonada " pelo menino a quem eu tinha dado o meu primeiro beijo  , por isso posteriormente eu devo ter amado tanto o momento quando aconteceu o primeiro beijo como sentir o toque dos seus lábios nos meus. 







Pronto  , e agora já tem aqui a minha resposta . 
Beijinhos meus Queridos Leitores. 

Afiliado *-*

Hey Pessoal :D 
A Jú está de Volta , e neste momento tenho uma novidade para vosses , e acho que isso já deu para reparar .
Então é assim , primeiro que tudo tenho vós a dizer que a Caught up in you acabou por ali e que amei sinceramente escreve-la.

Segunda bola a sair do Saco , neste momento estou a escrever uma nova fic e por incrivel que pareça não vai ter nada haver com Tokio Hotel , muito pelo contrario , vai ter haver com O anime Naruto muito prestigiado pelos fãns de Animes e manga , pois é malta *-* , e para além disso vou ter um amigo , ajudar-me a escrever alguns capitulos :) 

ý , por isso Dêem as Boas Vindas ao NDRM .

3 e ultima bola a sair do Saco , eu não sei quando irei postar a fic , mas posso dizer que é para breve , já agora , a minha ausencia no blog é devido ao facto de como o meu tempo é pouco , impossibilitamente de vir aqui , mas pronto , espero que me continuem acompanhar e também  acompanhar o novo afiliado ao nosso blog :D 

Fan fiction - Caught u in you 2ºParte - Ultimo Capitulo - What are words

ÚLTIMO CAPITULO

Juan

“ Meu amor ,

   Desculpa ter saído de casa esta manhã sem te avisar mas é que tive um imprevisto e como tal não me consegui despedir de ti e dos nossos pequenos gémeos.

    Tom, espero que tomes conta do pequeno Thomas e da pequena Luana e de ti , meu anjo , pois come te disse no princípio da carta , houve um imprevisto e esse imprevisto obrigou-me a fazer-te este pedido , toma conta de ti , da Lua , do Thomas e de todos aqueles que alguma vez nos amaram e nunca nós deixaram de nos amar, por favor , meu amor! Sei que tu neste momento deves estar a pensar que vos abandonei mas não é nada disso, mais tarde irás compreender e diz aos gémeos que eu parti para um lugar seguro, onde eu poderei sempre vós ver!

    Desculpa mais uma vez, meu Doce.
          Com muito Amor e Gratidão da tua Flor de Lótus!
 

Amo-te muito!  “

Dobrei o papel em Quatro partes e depositei-o em cima da mesa de jantar , juntamente com a caneta e um pequeno embrulho azul cian que continha um pequeno retrato comigo , com ele , com os gémeos Thomas e Luana Listing Kaulitz e os tios dos mesmos , Bill e Sophie Kaulitz.

 Olhei em redor para recordar todos os bons e maus momentos naquele espaço de minutos , enquanto sai-a de casa e me dirigia ao meu destino.

    Ao sair de casa , naquela madrugada , sabia que já não voltaria atrás. O dia anterior tinha sido o meu ultimo ano de vida – dia seis de Abril de dois mil e dezoito – e tinha sido para mim horrível , mas não mostrei dor pelo menos a frente da minha família e amigos , pois, não os queria magoar , muito menos preocupa-los . Queria que eles fossem feliz pelo menos ontem , para hoje , eu partir sem olhar para trás.

        Pensei que talvez a minha doença não se agrava-se tanto e pode-se viver mais tempo para envelhecer e ver os meus filhos a crescer e um dia talvez quem sabe me darem netos , mas não , a vida  foi madrasta e logo hoje o dia que os meus filhos comemoravam dois anos de vida e os oito anos  que havia tornado a mulher mais feliz a face da terra depois de me ter lembrado quem era realmente o Tom Kaulitz , o homem que eu havia mudado e ele nunca havia ter deixado de lutar por mim um momento que seja , orgulho-me de ser mãe e mulher dos filhos dele.

  Porém tenho certeza que todos eles estarão em boas mãos e queria ao menos ter agradecido só mais uma ultima vez a minha melhor amiga por ela ser como é e ao meu irmão Georg por ser o Homem que em toda a minha vida amei mais que tudo , claro depois do meu Tom e ao meu mini Tom.

           Olhei em meu redor e mesmo a minha frente , lá estava o grande e temido edifício branco que de hoje em diante seria lá que daria os meus últimos suspiros antes de partir para as ilhas do norte branco.

Tom

     Acordei com os primeiros raios de sol que teimavam em entrar pelas gretas da persiana e logo a muito custo , sentei-me na cama e esfreguei os olhos.

    Olhei para o meu lado esquerdo onde tu estarias a dormir , mas não te encontrei , logo supus que tivesses ido trabalhar mas “ hey “ … - hoje é sexta - chamei por ti manhosamente mas nada , então entrei pé ante pé no quarto dos nossos pequenos gémeos e cheguei perto do berço da pequena Luana e dei por mim a observa-la enquanto dormia  - “ Minha pequena flor de Lótus , graças a teimosia e persistência da tua mamã , ela conquistou-me e deu-me os melhores presentes de sempre , tu e o teu irmão.” – Sussurrei com um sorriso nos lábios enquanto passava a minha mão pela sua carinha morena e esta mexeu-se e continuo a dormir com uma feição serena e tranquila.

**

  Desci as escadas e procurei por ti , qual quer sinal teu seria óptimo , mas a única coisa que encontrei ao chegar a ultima divisória da Casa , foi uma carta dobrada em quatro partes em cima da mesa da  casa  jantar  e resolvi pegar na mesma carta e começar a lê-la.

Ao começar a lê-la as lágrimas começaram aparecer e desaparecer no meu rosto – porquê Juan? – inquiri-me a mim mesmo e logo de seguida subi  as escada em busca do telemóvel onde digitei o teu endereço telefónico , mas estava desligado então liguei para o meu irmão e contei-lhe o sucedido  e poucos minutos depois apareceu ele e a Sophie.

    - Tom , tem calma ela de certeza que estava a brincar ! -  foi o que o meu irmão me disse para me reconfortar , mas não foi isso que me parou e logo de seguida encarei-o.

 - Não estava Bill , ela tem andado muito calada e distante estes últimos dois meses e quase todos os dias tinha que sair a pressa de casa ! – afirmei-lhe com o rosto lavado em lágrima e logo de seguida cai de joelhos no chão e coloquei as mãos a cara.

**

Sai-mos de casa nessa manhã a procura de respostas e quando chegamos ao Hospital ,fomos comunicados sobre a tua morte.

Sophie

“ Passaram-se então três anos desde da tua partida para ilhas do norte branco e o Tom mesmo tendo recuperado da tua morte continua a não se relacionar com nenhuma mulher para além da vossa filha , a nossa sogra e eu . Mesmo ele só sentido saudades tuas , ele diz que nunca mais há de se juntar com mais ninguém , porque  diz ser uma falta de respeito para contigo. A Pequena Luana cresceu a olhos visto , tal como Thomas  , acreditas que eles ontem disseram que um dia quando forem maiores querem ser metade de vocês dois , engraçado , não ?

   A quem é que eles saíram , mostrenga ? , Ah é verdade eu e o Bill temos duas gémeas e o Thomas e a Luana pediram quase em Joelhos para colocar mos o nome de íris , a uma das gémeas em tua honra e pronto como tu sabes , eles acabaram-me por me convencer com aqueles sorrisos e olhos verdes jade que herdaram de ti.

     - Tios , estão ai ? – Espreitaram pela porta do quarto que se encontrava semi-aberta.

     - Sim , meus amores ! – disse Bill aos Gémeos , enquanto pegava Thomas ao colo e depositava-o em cima da cama , sentado mas já Luana subia a custo para a nossa cama de casal que é um pouco alta , mas lá consegui-o ao fim de 2 minutos de luta.

    - O que se passa monstrinhos ?  - perguntei-lhe com um sorriso comum.

    - Vimos a mamã esta  manhã no nosso quarto ! – falaram em uníssono  , Thomas e Luana.

   -  E o que ela disse ? – perguntei-lhes com um sorriso terno.

    - Ela disse para nós sermos felizes … - Thomas foi de imediato interrompido pela irmã que se encontrava aos pulos em cima da cama com um sorriso , pronta para dizer o resto da frase.

- … e que ia voltar em breve ! – sorri-o de Orelha a orelha e logo de seguida o pequeno Thomas que tinha uma expressão aborrecida, tornou-se feliz.

Olhei para os gémeos uma vez mais com um olhar terno enquanto lhes sorri-a e pouco a pouco os mesmo caíram no cansaço e adormeceram.

  - Pedaço de ti , Jú ! – sussurrei

Passado um tempo Bill , olhou para mim e foi abrir a porta a Tom e ao lado dele estavas tu , não te via mas a tua presença era nítida e tive a impressão que naquele momento sorris-te ao veres a tua família toda junta.

Tom

“ Em toda a minha vida nunca descobri o porque de não me teres contado que estavas doente , mas ainda me surpreendo mais como é que conseguis-te estar tão presente nas nossas vidas.

  Amo-te minha flor de Lótus até ao dia em que me cruzei outra vez contido , mas até lá cumprirei a minha tarefa como pai e quem sabe um dia avô. “

Nesse momento olhei o céu e pareceu-me que estavas a meu lado a sussurrar algo ao meu ouvido , algo como me estivesses a dizer – “ Não te disse nada sobre a minha doença porque não queria-te preocupar e em segundo sempre soube que darias um óptimo pai e que os gémeos estariam em boas mãos e a coisas que não se conseguem dizer mas sim transmitir ou sentir ! “ – senti os teus lábios a tocar nos meus e a tua mão a tocar no meu peito no lado do coração.

- Amar-te-emos eternamente mamã e papá ! – disseram os gémeos a sonhar.

Fim

 

 

 

 

-----------//------------

E por fim , consegui acabar a fic , que vocês devem se ter fartado de ler conserteza porque ela está uma bela Shit. 

Fan fiction - Caught u in you 2ºParte - 3º Capitulo - What are words

3º Capitulo “ What are words ? “

Passaram-se meses desde que o Tom teria dito aquilo naquela ala hospitalar e tudo continuo como ele tinha visto desde da ultima vez que lá estivera mas só uma coisa havia mudado , a presença da pequena Amie.

Tom Kaulitz

“ Depois de tudo o que havia feito por aquela menina , Deus havia escrito em letras maiúsculas que estava na hora do pequeno anjo Amie voar e dar espaço a outra criança que havia de nascer noutro lugar no mundo ou até mesmo onde aquele anjo havia repousado as asas naquela noite em que partirá algures para as ilhas místicas do norte de paraíso.” – continuei a fitar aquele seu azul escuro onde misturavam-se mil e uma ou mais estrelas que brilhavam lá no alto , mas só uma me consegui-o chamar atenção , era ela , Amie Blue a criança pelo qual eu havia lutado e realizado os poucos sonhos que ela tinha até ao seu ultimo suspiro.
  - Tom , Tom ! – Berrava Georg ao entrar pela sala a dentro eufórico.

- que é , Hobbit ? – Perguntei enquanto despertava do meu transe.

- A minha irmã , ela lembrou se de Ti Tom ! – afirmou

- serio , não posso crer … - Admiti por entre soluços – Finalmente.

Juan

“ Ao certo não sei o que aconteceu ao longo do tempo em que me havia esquecido de Tom , mas sabia que ele era alguém especial para mim , então quando me lembrei de quem era ele , disse para mim própria que desta vez não havia de o perder e assim fiz. “

- Gë , eu lembrei me do T.K ! – Admiti

- então e o que lembras-te do Tom ?

- Ele é o Homem que eu amo , por muito que isso seja um crime eu ama-o! – Sorri por entre lágrimas e desejos de o ter para sempre entre os meus braços e nunca mais o largar.

Admiti tudo e mais alguma coisa que havia guardado no meu coração aquilo que a minha memoria não se queria lembrar , mas o amor que eu sinto por ele foi sempre mais forte que qual outra coisa no mundo.

Tom

“ Passaram-se então oito  anos desde que ela havia-se lembrado de mim e um ano que havíamos oficializado o nosso relacionamento perante a família e amigos mas algo havia mudado nela. Ela havia tornado minha mulher e mãe dos meus filhos gémeos que devem estar quase a nascer – espera isto é um choro ? – eles já nasceram “ -  dei um pulo na cadeira e comecei a chorar e a pular de um lado para o outro e a únicas palavras que havia saído da minha boca fora – Eles já nasceram.

2º Capítulo - Fan Fiction - Caught up in you " what are words "

2º Capitulo – What are words



Aquele mês passou-se rapidamente tal como a publicação do novo CD e para nossa felicidade Jost apercebeu-se que não tinha sido melhor pessoa naquela altura , mas a discussão já lá vai.
“ Estou a caminho do Hospital para ter novidades de Juan , espero que há já novidade sobre ela , tenho tantas saudades de ouvir a sua voz “ 
- Bom Dia, queria saber se a alguma novidade acerca da Juan Listing!
- O Senhor é familiar da Juan Listing? – Perguntou um enfermeiro.
- Não – respondi negativamente com a cabeça.
- Então lamenta mos mas não podemos fornecer esse tipo de informações! – falou o enfermeiro.
- Mas, eu sou Familiar e ele veio comigo! – admitiu Georg ao entrar pela porta da Sala de espera.
-Sigam-me por favor! – pediu.
“ Estou a seguir este homem que mais parece que saiu dentro de uma arca frigorífica, Enfim. Pelo menos vou te ver !” –suspirei.
- então meu? estás ai todo aos suspiros ! – Georg riu-se daquele meu momento de descontracção e logo a seguir deu-me vontade de rir devido ao seu riso extremamente hilariante.
Chegamos ao quarto onde Juan , onde esta já estava a quase um ano instalada devido ao seu coma, logo a seguir quando o medico retirou-se depositei um leve beijo da testa desta e quando procurei um sitio para me sentar foi quando ouvimos as maquinas apitar e por instinto olhamos para ela. 
Quando olhei para irmã de Georg só pude colocar as mãos a boca e sorrir “isto até parece estranho vindo de mim , mas não posso estar mais feliz “ , ela tinha finalmente acordado daquele coma e agora todos nós tinha mos de volta, aquela rapariga que além de ser alguém especial para cada um de nós a nossa maneira , era também alguém que admira mos bastante pela sua força de vontade de voltar acordar.
- Mana ! – chamou Georg entre pequenos soluços de choro pela irmã.
- Gë , estás a chorar ,porque ? Quem é esse rapaz que esta ao teu lado? – admirou-me por momentos constrangida com a minha presença ali e notei isso pelo seu rosto endurecido e confuso o que fez que eu me retira-se dali.
“ Não acredito que ela não se lembra de mim e agora o que eu faço ? “ – falava para dentro de mim , com os meus olhos a fitar o Chão e sentado naquelas cadeiras de plástico dos Jardins do Hospital.
- Tu és o Tom dos Tokio Hotel , não és ? – perguntou me um menina loira de olhos azuis muito clarinhos.
- Sim , sou pequenina e tu como te chamas ? – perguntei-lhe carinhosamente.
- óh , não interessa muito saberes o meu nome! – falou tristemente.
- Orá porque pequenina?
- Os médicos dizem que eu não devo durar muito tempo. – admitiu tristemente.
- Onde estão os teus pais ? – perguntei-lhe aflito com toda aquela situação .
- Os meus pais deixaram-me aqui no hospital a lutar contra a minha doença , Sozinha – falou angustiada, com as lágrimas a escorrem-lhe pelo rosto fora e aquela palavra Sozinha estava case tão sublinhada quanto a sua pele branca já picada pelas muitas agulhas. Sinceramente ao vê lá assim , partiu-me o coração e não fiz o que costumo fazer aos meus outros fãs apenas parei e olhei para ela por uns segundos e a seguir abracei-a.
- Não vais estar sozinha , prometo-te ! – sussurrei-lhe ao ouvido.
- Amie , onde é que andas ? – chamou uma enfermeira por ela.
- Vens comigo ? – perguntou-me timidamente.
- sim ! – disse-lhe confiante , agarrei-lhe na mão e fui com ela para o refeitório.
Chegamos ao refeitório e o pouco barulho que ali havia , parou case podia dizer que foi instantâneo , mal entrei ali. Olhei cada miúdo com atenção e todos eles sorriam-me e fez sorrir também por instinto.
- Senhor Tom Kaulitz , parece que o Senhor aqui é um milagre para eles ! – falou uma Enfermeira bastante emocionada ou ver os seus “ meninos “ a sorrir.
- é, parece que sim ! – sorri-lhes.
- Não tens amigos Amie ? – perguntei-lhe carinhosamente enquanto me agachava para ficar ou seu tamanho.
- Não , eles dizem que eu sou esquisita! – fitou o chão tristemente e foi nesse momento que lhe beijei a sua testa suavemente e levantei-me e falei para enfermeira.
- posso falar consigo por uns momentos ?
- Claro que sim , porque não poderia Senhor Kaulitz ! – sorriu-me.
- Os pais da Amie abandonaram-na não foi ? 
- Sim ! Nós agora só estamos a espera que ela fique boa para poder mos mandar para uma instituição , mas por este andar ela não há de melhor tão cedo! – Falou calmamente.
- Como assim ? – perguntei-lhe confuso.
- Ela recusa-se a tomar os medicamentos , o que para miúdos com a doença dela é mau de mais e o corpo dela começa a fragilizar ainda mais.
- Eu fico com ela ! – falei seriamente
- O que ? – perguntou-me atónita.
- Eu vou adopta-la , não vou deixar que ela vá para mãos de outras pessoas se adoptarem na instituição , não vou ! – disse-lhe convicto das minhas palavras.
- Faria isso por uma simples, menina ? 
- Ela nem os outros são uns simples miúdos , são ídolos para aqueles que vêem por momento a dor interior deles e lhe deixam a mensagem uma grande mensagem de vida , eu quero que ela seja feliz pelo menos ela . Ela que foi abandonada pelos pais por covardia de ambos. 

Frist Chapter - " What are words " - Fan Fiction - Caught up in you

Tom Kaulitz



“ Está case a fazer um ano em que entras-te para este maldito hospital e no dia que isso aconteceu tive que esperar até o meu irmão adormecer para me poder esgueirar e dormir a teu lado na esperança de qual quer sinal teu, mas até agora tem sido em vão e uma luta constante para não chorar ou pé do teu corpo adormecido” – pensei para com os meus betões ao recordar me desde do momento em que te conheci até aos momentos de hoje e foi ai que olhei para o teu rosto e vi um sorriso. – “ quando é que acordas Juan “ – sussurrei-te ao ouvido com esperança de tu acordares , mas mesmo assim só ouviste-me mas não me respondeste-me –“ tenho tantas saudades tuas , Juan “ – brotei uma lágrima e olhei para ti mais uma vez enquanto te dava um beijo na testa e ia me embora para o estúdio.
Quando cheguei ao estúdio e vi o meu irmão e outros não consegui sorrir apenas desmanchei num pandemónio de lágrimas que logo senti um abraço reconfortante que eu tão bem conhecia e sabia que estava lá para tudo e foi por saber disso que me abracei a ele e abafei as minhas lágrimas a sua t-shirt preta e ele apenas me disse – “ chora o que precisares , nós estamos aqui contigo “ – sorriu na esperança de eu retorquisse o seu , mas continuei no meu estado anteriormente.
 
-“ Tom , eu sei que a minha irmã vai sobreviver , eu sei que ela vai acordar , mas por favor não chores senão todos os meus forços para não chorar até agora serão em Vão” – Gemeu Georg enquanto cai de joelhos com lágrimas nos olhos , sem saber o que fazer sobre este assunto que nos perturbava constantemente.
-“ Então rapaz o que se está a passar aqui ?” – Inquiri-nos Jost ao entrar no estúdio e vir o pandemónio que aquilo se tinha tornado. - “ Ouçam , eu sei que ter um familiar ou um ente querido torna-se muito complicado principalmente quando está hospital , mas estarem nesse estado não resolve nada , além disso preciso que o novo CD pronto daqui a 1 mês e se não estiver o contrato com a Universal Acaba e sabem o que é isso ? “ – gritou-nos – “ é o fim da vossa carreira ! “
 
- “ Está bem temos o CD completo daqui a 1 mês , mas aviso-te Jost se a Universal acabar com a nosso sonho como músicos então que faça , porque a coisas bem melhor na vida do que a musica “ – Gritou Gustav , enervado com a situação.
- “ Que tipo de coisas ? “ – arqueou o sobrolho esquerdo.
- “ Se tu não dás valor a tua família e amigos , então não te dás valor próprio muito menos tens amor próprio. Eu sempre disse que acima de tudo estaria aquilo que eu mais amo no mundo . Eu não só amo a musica como também a minha FAMILIA , sim porque não venhas dizer que foi por teres nos encontrado que ficamos famoso , porque até pode ter sido , mas antes disso a nossa fama já esta a começar abrir , pouco a pouco , mas ia com ajuda e apoio de quem hoje está no Hospital , está no Céu ou somente em casa a ver nos passar na TV ou espera que regressemos a casa para nos abraçar e perguntar se estamos bem.” – Olhei-o furioso enquanto lhe dizia aquilo tudo na cara.
 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub